Gadget 1

Leia mais
Livros que eu quero ler em 2019

Gadget 2

Leia mais 5 lições que 2018 me ensinou
Leia mais Comprinhas da Viagem - Argentina

Diário de Viagem: Bairro Chino, Cinema, Carrefour e último dia em Buenos Aires


Como esse era nosso penúltimo dia por lá e a gente já estava um bagaço de tanto andar, resolvemos fazer um passeio mais tranquilo e mais próximo da gente. Fomos então no Bairro Chino que é praticamente uma Liberdade daqui de São Paulo. Eu tava doida para ir lá então fomos lá conhecer. Aqui na Liberdade as coisas já são super caras e lá era mais ainda. Comprei só um potinho de balas de goma muito fofo pensando nas belas fotos que ele daria, haha. 

Nesse dia choveu praticamente o tempo todo então a gente passou um bom tempo no Carrefour e lá tinha uns enfeites de natal muito lindos! Eu enlouqeuci com cada um deles e na Argetina no geral as promoções são: compre 2 pague 1. Como eu tava com a Ana a gente comprou várias coisinhas assim. 

Comprei meu tão sonhado globo de neve mas ele acabou quebrando na mala e eu só queria chorar quando vi a mala toda molhada. Eu sei que é super idiota isso, mas de tudo que eu comprei o globo era o que eu mais queria.

Comemos no melhor lugar de todos e eu deixo aqui a indicação: La Casona de L'abuela. A moça que nos atendeu falou que o prato servia duas pessoa. Como estávamos em 4 pedimos dois filés a milanesa, papas fritas e refrigerantes. Eles ainda serviram um pãozinho e empanadas como entrada e quando o pedido chegou a gente viu que um prato só dava para todo mundo. Acho que o nome realmente faz jus ao restaurante e era tudo muito grande. Levamos o que sobrou para casa e serviu de janta, hahaha.

Nesse dia a gente ainda viu Los Cascanueces y los 4 reinos no cinema e eu achei bem legal essa experiência de ver um filme em outro país. Eu consegui entender tudo direitinho e era um filme que eu jpa estava querendo ver. O cinema também tem essa promoção de compre 2 pague 1 então ganhamos um descontinho nos ingressos. 

Último dia 


No nosso último dia fomos no estádio do Boca Juniors para tirar algumas fotinhos, vimos a lojinha oficial deles e de lá fomos para o Caminito que fica bem pertinho. Eu achei que fosse ver o pessoal dançando tango mas os poucos casais que tinham estavam parados. Não sei se é algo mais do inverno ou se é preciso pagar mas acabamos não vendo. Mas o lugar era bem fofinho e tiramos várias fotos nas paredes coloridas de lá. 



Seguindo nosso passeio fomos na feirinha de San Telmo e gente, decepção total. Eu vi todo mundo nos vlogs falando que era passeio obrigatório mas acho que só é bom se você gosta de tranqueiras e de coisas velhas. Eu amo coisinhas vintages mas lá tem coisa velha no sentido de ir para o lixo. Não curti muito o lugar, mas acho que valeu de passeio. Depois de lá a gente deu uma voltinha no centro que a gente já tinha ido alguns dias. Como era domingo estava tudo fechado e eu queria muito ter ido na loja Falabela pela última vez, mas não rolou. Inclusive fica a dica se você estiver indo para BA, é ua loja incrível! <3

Para encerrar nosso dia e nossa viagem a gente jantou empanadas com a Ana e era uma delícia! Queria muito que também fosse comum por aqui. 


Considerações


Chegamos em casa, arrumamos a mala e no outro dia cedinho a gente pegou nosso voo direto para São Paulo. Foi uma experiência incrível e com certeza eu voltaria para a Argentina. Achei tudo muito lindo, tranquilo e seguro. Eu saí vários dias de saia e shorts mas ninguém mexeu comigo na rua. A Ana estava levando as câmeras dela, todo mundo mexendo no celular na rua e em nenhum momento a gente sentiu medo. Aqui no Brasil a gente tem medo até sair na rua, mas lá todo dia a gente voltava de noite e era super tranquilo. 


A única coisa que eu não gostei de lá foram as comidas que são bem diferentes aqui do Brasil. Tem muita carne, muita linguiça e batata frita. A gente conseguiu encontrar alguns lugares bons, mas no geral todo mundo estava com saudades da nossa comidinha do Brasil.

Essa viagem serviu para me dar ainda mais vontade de conhecer o mundo e voar cada vez mais alto. Era uma vontade que eu já tinha e agora se intensificou mais ainda. Vi que é possível sim viajar e conhecer outros lugares e agora minha meta é trabalhar muuuuito para que isso aconteça mais vezes.

Eu guardo a melhor parte da felicidade para a hora em que o último avião está para pousar. Antes disso eu tento me concentrar: fico repassando os roteiros na minha cabeça, pensando no que eu tenho que fazer durante a conexão, quanto tempo eu vou ter para isso... Aí quando tudo finalmente se encaixa, dá certo e eu percebo que estou chegando, vem aquele momento que me faz pensar que não tô sonhando mesmo. O sorriso cola e não sai mais. O peito enche de ansiedade. 
Textinho da @auanasonsin.

Acompanhe também no: