Gadget 1

Leia mais Aplicativos, cursos e como eu faço para estudar sozinha

Gadget 2

Leia mais Lugares para visitar no Bairro da Liberdade
Leia mais Decoração: cozinha colorida

Estou indo realizar um sonho


Eu já perdi a conta de quantas vezes eu já falei aqui no blog que o sonho da minha vida era fazer uma viagem internacional e que meus destinos dos sonhos são Disney e Japão. Eu vou finalmente realizar esse sonho de viagem internacional, mas com um destino um pouco diferente.

A Ana do Vivendo entre Palavras que também já apareceu por aqui várias vezes que me fez esse convite doido de ir para Argentina passar alguns dias por lá e eu fiquei empolgadissíma. Como eu não tinha planos para isso agora, principalmente sem estar trabalhando e tudo mais, eu pensava que não fosse dar certo mas acabou que deu e bom, let's go! 

Tem mais ou menos um mês que a gente está planejando tudo certinho e agora finalmente está chegando o dia. A gente vai agora no dia 14, voltamos no dia 20 e eu já estou morrendo de ansiedade porque 1) eu nunca andei de avião e não sei se tenho medo. Provavelmente eu vou sentir um medinho na hora que entrar, mas por enquanto eu não estou pensando muito nisso. 2) Primeira viagem internacional com ela e o Alan. Vamos também com o irmão dela então eu acho que vai ser bem legal essa trip com amigos. 3) Argentina nunca esteve muito nos meus planos mas vendo vlogs de lá eu fiquei totalmente apaixonada. Tem muitas lojas lindinhas, os lugares são bem coloridos e fofos e tem alfajores que eu não vejo a hora de provar e trazer uma bolsa cheia pra casa, hahaha. 

Bom, como vocês podem ver eu estou muito empolgada e com altas expectativas! Quero fazer um diário de viagem aqui no blog então eu espero que vocês acompanhem e curtam essa viagem junto comigo. Também quero postar muito lá no meu instagram então se você não me segue por lá, fica a dica, é @picunininha. ;)

Acompanhe também no:

Leah fora de sintonia - Becky Albertalli


Leah fora de sintonia foi escrito por Becky Albertalli, publicado pela Editora Intrínseca e possui 320 páginas.

Esse livro é uma continuação de "Com amor, Simon", mas pode ficar tranquilo que não é sequêncial então você pode ler fora da ordem sem problema nenhum. Você só vai saber um pouquinho sobre Simon, e também sobre Molly a protagonista de outro livro da mesma autora. 

Nesse livro a gente tem Leah como protagonista e eu já conhecia ela desde Simon. Para mim, Leah era uma amiga incrível e super legal. Mas nesse livro ela se mostrou outra pessoa completamente diferente. Extremamente chata, mimada e acha que o mundo tem que girar ao redor dela e do que ela gosta. 


Aqui sabemos que Leah é bi e está completamente fora de sintonia já que está apaixonada por uma garota e não devia estar. Tem também um garoto super caidinho por ela, mas ela não consegue dar um fora nele então deixa a coisa rolar sem se envolver muito.

Leah e os amigos estão no último ano do ensino médio e nas escolas americanas isso é uma coisa muito especial, né? Todo mundo está recebendo respostas das universidades, preparando tudo para o baile de formatura e é claro que os casais estão com os nervos a flor da pele, já que precisam decidir se vão continuar um namoro a distância ou não. Essa é uma parte que a nossa protagonista não se preocupa muito, já que não está namorando ninguém. Mas ao mesmo tempo ela está dividida entre "sair do armário" para os amigos, dar um fora em Garrett ou finalmente falar o que sente para a crush dela.


De todos os livros da Becky esse foi o que eu menos gostei. Acho que por ter conhecido um pouco de Leah no outro livro fez com que eu criasse uma imagem dela e lendo esse livro eu percebi que não tinha a ver. Achei ela muito chata com as amigas, o que ela fez com Garrett foi bem egoísta porque ela foi deixando ele se apaixonar sem falar que gostava de outra pessoa e a relação dela com a mãe me incomodou muito. Não consegui me cativar com ela, mas gostei muito de ver o resto da turminha empolgada com a nova fase. 

Acompanhe também no:

Todo dia - Filme


Todo dia é uma adaptação literária do livro de David Levithan publicado aqui no Brasil pela Galera Record. Todo dia é um dos meus livros favoritos e eu estava ansiosa para ver essa história ganhando as telonas, finalmente consegui assistir e só posso dizer que amei.

Tudo começa quando Rihannon conhece A que é basicamente uma ~alma~ que acorda todo dia num corpo diferença. Ele fica ali sendo aquela pessoa por exatamente 24 horas e no dia seguinte já está no corpo de outra pessoa. Ele sempre diz que não muda os pensamentos da pessoa e tenta ao máximo deixar tudo como está e se comporta de acordo com a personalidade de cada um.


Rihannon conhece A de um jeito bem estranho e leva um tempo até ela entender o que está acontecendo. Mas depois de um tempo ela se vê tão envolvida com A que resolve dar uma chance para esse amor praticamente impossível.

Todo dia eles se encontram em algum lugar pre determinado e passam o dia juntos e a cada dia isso se repete. Um dia A é menina, no outro é menino, gordo, magro, negro, branco... e acho que isso serve para mostrar que amo acontece independente de raça, cor ou etnia. 

Mas é claro que esse romance não poderia ir longe demais. Afinal, A pode estar no corpo de qualquer um e as vezes ele está  longe, pode acordar no corpo de alguém que precisa viajar para outro país e aí as coisas começam a ficar difícil, mas eles encontram uma maneira de ainda continuarem juntos.




Eu amei tanto esse filme e amo tanto o livro que eu poderia sair por aí gritando: MELHOR HISTÓRIA, ASSISTAM! Realmente é um romance diferente e eu gosto dessa coisa de que amor é amor independente de como seja. O filme mostra bastante isso e mostra também assuntos religiosos já que A é uma coisa bastante difícil de entender. No filme isso é mostrado bem superficialmente, mas no livro essa discussão vai mais a fundo.

Bom, essa é minha dica de filme para o fim de semana e eu espero que vocês gostem tanto quanto eu. <3

Acompanhe também no: