Gadget 1

Leia mais Filme - Para todos os garotos que já amei

Estreia sexta (17/08) no Netflix

Gadget 2

Leia mais Inauguração da Muji em SP, sebo e passeio pelo Sesc Paulista
Leia mais Bienal do livro de São Paulo 2018: uma experiência incrível

Os incríveis 2


A família de heróis preferida está de volta em ‘Os Incríveis 2’. Dessa vez, Helena é quem assume os holofotes, deixando Roberto em casa com Violeta e Flecha para conduzir o heroico dia-a-dia de uma vida “normal”. É uma transição difícil para todos, que se complica ainda mais tendo em vista que a família ainda não sabe dos superpoderes do bebê Zezé. Quando um novo super vilão traça um plano perigoso e brilhante, a família e o Gelado precisarão encontrar um jeito de trabalhar juntos novamente – o que é mais fácil de dizer do que de colocar em prática, mesmo todos eles sendo realmente incríveis.

Quatorze anos depois finalmente eu voltei ao cinema para a assistir a continuação do incríveis e o mais incrível de tudo é que depois de anos, eles voltaram exatamente de onde termina o primeiro filme.

Dessa vez quem vai encarar o mundo dos vilões é a Helena e isso já mostra que o filme tem representatividade. Inverteu os papeis do homem e mulher e hoje quem fica em casa cuidando dos filhos é o senhor Incrível. Essas cenas foram muito engraçadas porque mostra o quanto ele não leva jeito para isso, mas se esforça ao máximo para agradar os filhos.

Existe uma disputa entre o casal e é claro que nenhum quer sair por baixo, então a critica ao machismo não se torna aquela coisa chata e massante.


Outra coisinha fofa que rouba a cena é o baby Zezé que dessa vez está cheio de poderes e foi quem arrancou risada de quem assistia. Ele com a tia Edna é uma comédia! Muita gente falou que ele salvou o filme, mas eu não concordo. Acho que as cenas dele foram muito legais mas foi tão nostálgico que eu amei tudo.


Se você for um adulto que esperava pela continuação desse filme tenho certeza que vai sair de lá com aquele quentinho no coração. O filme é muito divertido e cheio de conflitos familiares, românticos e é claro, conflitos entre heróis e vilões. Acho que teve de um pouco e na medida certa.

Outra coisa bem interessante foi que o filme parecia até brasileiro porque tiveram muitas criticas sobre politica e eu fiquei CHOCADA. Muitas mesmo e que faz total sentido. Prestem atenção nessa parte e depois me contem o que acharam.

Acompanhe também no:

  1. Oi, florzinha!

    Acredita que eu assisti o primeiro filme na semana retrasada?? Sério, eu não entendi porque eu demorei tanto tempo pra assistir, hahaha. Mas gostei tanto que estou doida para ver a continuação! Vou ficar de olho nas entrelinhas, igual você sugeriu :p

    Beijão
    www.procurei-em-sonhos.com

    ResponderExcluir
  2. Eu vi o trailer e achei super engraçadinho! Não me lembro muito bem do primeiro filme então teria que assistir novamente pra não perder nenhum detalhe haha!
    Bem nostalgico, né?
    Um beijo!
    Colorindo Nuvens

    ResponderExcluir
  3. 14 anos, senhor como eu tô velha!
    Esperei 14 anos pra isso acontecer, eu ainda não fui assistir mas se forem pessoas dessa faixa etária no cinema imagino que muitos adultos foram assistir essa animação. Imagino também que deve ter muita gente com vergonha de assistir por ser "desenho". Mas é gente cata uma criança na família em qualquer lugar leva dá uma desculpa. Meu primo foi assistir e fiquei pensando se ele assistiu o primeiro filme ele nem era nascido. Nostalgia.

    ResponderExcluir