Pin It button on image hover
17 agosto 2017

Atypical: A nova série da Netflix sobre autismo


Atypical é o mais recente lançamento da Netflix que assim como Os 13 porquês tem a proposta de apresentar um tema mais complicado e pouco discutido na sociedade.

A série conta sobre a vida de Sam, um adolescente autista, que está passando pela fase de descobertas e que apesar de todas as limitações está disposto a dar a volta por cima. Ele tem a ajuda de uma psicóloga que estimula ele a socializar, fazer compras, sair de casa e coisas que para a gente parecem super normais mas para Sam são um pouco mais complicadas.

Mas, além de mostrar como é ser autista, a série também relata como esse problema afeta a todos da família. Casey a irmã de Sam é uma personagem incrível por que ela carrega o peso de estar sempre por perto, de ter que cuidar e proteger o irmão de qualquer agressão na escola e isso as vezes é um saco mas podemos ver o amor que ela tem pelo irmão apesar do jeito durão dela. 

Agora com os pais o problema é muito maior. A mãe Elsa participa de grupos de terapia e muitas vezes não sabe o que fazer. Sam e o autismo está a frente de tudo e ela começa a esquecer de viver sua própria vida. Já o pai Doug é aquele tipo de pai que faz tudo pelos filhos. Enquanto a mãe está perdida, ele está ali o tempo todo tentando se aproximar dos filhos.




Eu assisti a série sem muita expectativa e acabei vendo os episódios sem parar. Diferente de os 13 por quês que tem um clima mais pesado, Atypical é super leve e eu dei risada muitas vezes. Principalmente com o Zahid, amigo de Sam.


Outra coisa muito legal na série é ver que Sam tem consciência de seu problema e ele sabe quando estão rindo dele, quando estão fazendo comentários maldosos e eu acho que muita gente pensa que os autistas são "retardados" ou que "não sabem de nada", mas esses comentários atingem eles como atingiram qualquer outra pessoa. 

Para concluir, é uma série que vale muito a pena dar uma chance. Ela tem 8 episódios no total com 30 minutos de duração então da para fazer uma maratona tranquilo no fim de semana. :P

Acompanhe também no:

Facebook ♥ Twitter ♥ Instagram ♥ Skoob

Follow my blog with Bloglovin
  1. Fiquei super interessada nessa série desde que assisti o trailer. Acho que o tema pode e deve ser discutido em séries, inclusive com um toque mais leve, mas sempre trazendo informações sobre o autismo de maneira real. Vou tentar assistir, assim que acabar as outras que estão na fila.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  2. Adorei muito seu postzinho!!! Dei várias gargalhadas com Zahid também hahahahaha
    Netflix sempre nos fazendo passar horas e horas perdidas na telinha, não é mesmo?
    Bjs!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre! HAHAHAHA

      Ah eu amei muito o Zahid. <3333

      Excluir
  3. Quero muito começar a assistir essa série, parece ser super interessante e engraçada. Sem contar que é só 30 minutos, adoroo :)
    Beijo!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir
  4. Essa já tá na listinha para ser assistida (e deu mais vontade depois de ler sua resenha :D). Achei o tema interessante, até porque eu nunca tive contato com autismo e gostaria de entender mais sobre o assunto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito legal! Sim, eu também não tive contato e nunca vi muita coisas que falassem sobre então a série foi muito boa para entender um pouquinho mais. :D

      Excluir
  5. Com essa quantidade de episódios e com uma atmosfera mais leve acho que dá pra maratonar rapidinho mesmo! Nessas histórias é sempre bom acompanhar os desafios dos familiares e pessoas próximas ao personagem também!
    Adorei a dica Bia :)
    Beijos ♡
    Colorindo Nuvens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Melhor série para maratonar: episódios curtinhos, só amor. <3

      Excluir
  6. Desde que vi que a serie trata sobre autismo, senti vontade de assistir, só não comecei ainda porque quero atualizar algumas antes de iniciar.
    Agenda Aleatória

    ResponderExcluir