Pin It button on image hover
31 maio 2016

Precisamos falar sobre feminismo


Eu sempre lia textos sobre feminismo e na maioria das vezes eu achava que era exagero ou coisa do tipo mas hoje eu vejo que concordo sim com algumas coisas do feminismo e vejo o quanto esse movimento é importante na vida das meninas.

Semana passada uma menina foi abusada por 30 homens onde eles fizeram um vídeo dela desacordada, machucada e ensaguentada comemorando como se aquilo tivesse sido um grande feito. Isso chocou as pessoas na internet (e no geral) porque nenhum desses homens tinham problemas. São homens comuns que tem mãe, namorada, irmã e fez isso com uma menina sem pensar duas vezes. O que choca mais é de 30 homens nenhum impediu que isso acontecesse. 

O que choca mais ainda é ver comentários dizendo que se ela estivesse estudando isso não teria acontecido, se ela não tivesse com roupa curta isso não teria acontecido, que ela já era crescidinha e sabia o que estava fazendo. E isso só mostra o quanto a sociedade ainda está caminhando para trás.

Desde pequenas somos ensinadas a andar como menina, sentar como menina, não andar de roupa curta, não passar batom vermelho, não voltar pra casa tarde, desviar o caminho para não passar em frente aquele bar cheio de homem e isso tudo mostra que vivemos numa sociedade machista. Somos educadas para não sermos estupradas. Não seria melhor educar os homens de que abusar de uma mulher é errado?

Basta perguntar para alguma menina se ela já sofreu algum tipo de assédio e acho que vai ser bem difícil receber uma resposta negativa. Eu mesma já ouvi homem na rua mexendo comigo, homem que encosta em você no trem com a desculpa de que está cheio e muitas vezes já senti medo de andar sozinha na rua enquanto voltava pra casa. 

Felizmente eu tenho uma família que me ama e me trata bem mas não são todas as meninas que tem essa sorte. Muitas delas são vitimas de pais, padrastos, vizinho, amigos da família e muitas vezes aceita isso com medo do que possa acontecer uma vez que denunciar algum desses homens. A cada 11 minutos uma mulher é estuprada no Brasil e isso é um número assustador. 

E o feminismo está aí para que a gente possa viver num mundo igual e de respeito. Não é uma luta contra os homens mas sim a favor da liberdade da mulher de poder ser mulher sem sofrer por isso. 

Acompanhe também nas redes sociais:

Facebook ♥ Twitter ♥ Instagram ♥ Skoob ♥ Lojinha
  1. Exatamente. Muita gente confunde o que é feminismo, acha que é sobre ser contra os homens, achar que a mulher é melhor, mas não tem nada a ver. O feminismo só quer que a mulher tenha o mesmo direito que os homens e que a sociedade reconheça que nós merecemos respeito. Nada além disso.
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  2. Basta ver a educação dos meninos, que desde cedo já são ensinados a agir "como homem" diante da sociedade. É realmente lamentável esse ponto em que chegamos. Sentimos medo o tempo todo, nas ações mais banais do dia a dia, como receber o técnico da internet sozinha em casa. Isso é bizarro e tem sido visto ou "pintado" como neurose por muitos homens e mulheres que ainda não têm consciência da realidade tão triste que vivemos. Que a força esteja com você, comigo e com todas as mulheres e meninas.
    Adorei o novo blog, florzinha, ficou uma graça!! <3 Há tempos não passava por aqui, foi uma boa surpresa.
    Um beijo!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é realmente muito chato! Já aconteceu de um técnico vir aqui em casa e não ir embora de jeito nenhum. O cara depois d eum tempo tirou a blusa de dentro da calça, abriu os botões e aí a gente teve que chamar o vizinho para entrar aqui em casa e esse homem poder sair. Viver com esse medo todo não é muito justo, né? Tenho visto que ao mesmo tempo que as mulheres estão indo atrás dos direitos nós ainda temos muito medo e de coisas bem simples como pegar um ônibus, ir no mercado da esquina e etc...

      Ah muito obrigada! Senti sua falta por aqui. hehe

      Beijos!

      Excluir
  3. Olá Beatriz, tudo bem? Falei sobre esse tema triste ontem no meu blog. Com muitas reflexões. Ninguém está na pele de ninguém para julgar, essa é a verdade. Homem já tem muita força física, e a droga infelizmente causa reações absurdas de abstinência. Não deve ser fácil para mãe, para menina passar por isso. Mesmo com consentimento ou não. Ela é adolescente e precisa de ajuda de qualquer forma, ainda mais nas condições que eu vi...ela parece bastante rejeitada e com baixa autoestima o que piora muito as coisas. Espero de coração que essa história tenha um final bom, que ela encontre pessoas melhores e queira se cuidar de verdade. E se sinta amada. Nós mulheres precisamos se sentir sempre bem, e felizes! adorei seu blog! Faça uma visitinha no meu, beijos! www.helenrosa.com

    ResponderExcluir