Gadget 1

Leia mais Os 27 crushes de Molly - Becky Albertalli

Gadget 2

Leia mais Comprinhas na Allminii, passeio pela 25 de março e liberdade
Leia mais Hello, my twenties - Dorama

TAG - Qual mais?


Eu vi essa TAG no blog da Cássia do Procurando em Sonhos e achei tão legal que já estava respondendo mentalmente as perguntas enquanto lia o post, haha. Aí eu quis fazer ela aqui no blog também e espero que vocês gostem. Caso queiram fazer é só avisar que viu aqui no blog e dar os devidos crédito para quem criou. Quem criou a tag foi a Nívea do Estante Clássica. ;)

Agora vamos as perguntas:

01) Qual livro mais me fez rir?

Sem dúvidas foi Os segredos de Emma Corrigan da Sophie Kinsella. É impossível eu não rir com algum livro dela, mas eu me acabei com esse. Serio, eu lia ele enquanto voltava da faculdade e pagava vários micos tentando não rir.

02) Qual livro mais me fez chorar?

Acho que foi Como eu era antes de você da Jojo Moyes. Eu lembro que antes de ler eu vi várias resenhas e todo mundo falava que era muito lindo e fofo, mas que o final era de cortar o coração e realmente. Eu fiquei bem abalada com aquele final. T_T Chorei o mesmo tanto vendo o filme, hahaha.

03) Qual livro mais chato que já li?

Amy & Matthew foi um livro bem chatinho de ler. Primeiro porque ele tem uma capa bem parecida com Elanor & Park e foi vendido como se fosse nessa mesma pegada e foi um livro chato e difícil de engolir. Eu amo muito livros problemáticos com personagens depressivos, saindo do armário, com ansiedade, suicídio, problemas em casa e tals. Mas eu acho que o autor força a barra quando quer colocar muitos elementos desses junto, sabe? Dois personagens com doenças graves se apaixonando é uma coisa meio impossível de acontecer na minha cabeça.

04) Qual livro mais me prendeu do início ao fim?

Garoto 21 que eu li recentemente e amei! O Matthew Quick tem uma escrita super gostosa de ler e eu não conseguia parar de ler. Sempre queria saber mais e mais...

05) Qual livro mais clichê que já li?
  
Os livros do Nicholas SParks, sem dúvidas. É sempre a mesma história da mulher ou homem que perdeu seu amor e está tentando se reeguer. Envolvem mortes, câncer, cartas e situações fofinhas que todo mundo quer viver junto com alguém especial.

06) Qual livro mais me fez sentir raiva?

As vantagens de ser invisível foi o livro mais chato e o livro que mais me deu raiva e como eu sei que MUITA gente amou esse livro eu já peço que não me massacrem por isso. Mas eu sentia que tudo que falavam para o Charlie fazer ele fazia, querendo ou não. Se falassem para ele se matar era capaz dele fazer isso e eu não consegui me apegar ao personagem. Talvez eu não estava no clima do livro quando li, ou não entendi, mas aff foi um dos meus piores.

07) Qual livro eu mais indico para quem quer começar a ler?

Essa pergunta é muito difícil por que eu comecei a gostar de ler quando eu lia Augusto Cury e Martha Medeiros na escola e depois me apaixonei por Nicholas SParks. E hoje eu não leio mais nada desses autores. Mas acho que Paula Pimenta e John Green são duas portas de entrada muito boas para jovens que querem começar a ler. As história da Paula são muito fofinhas e você vai acompanhando o crescimento dos personagens e os livros do João Verde são mais profundos com questionamentos e problemas que muitos adolescentes tem. Acho que é possível se identificar com ambos e pegar gosto pela leitura. ♥

* Eu já resenhei a maioria dos livros citados aqui no blog então se você tiver interesse em saber mais sobre algum deles é só clicar aqui.

Acompanhe também no:

Mulheres que me inspiram na internet

Um dos assuntos que eu mais gosto de falar aqui no blog é o de indicações e eu amo indicar gente legal, lojinhas, ilustradores e tudo mais. Fiz uma seleção de pessoas que tem me inspirado para compartilhar com vocês e espero que gostem. ♥

Dani Noce



Acho que as pessoas que me conhecem não aguentam mais eu falar em Dani Noce, mas ela é aquele tipo de pessoa que eu falo: quero ser igual ela quando crescer. Eu sempre gostei de fazer doces, mas eu era péssima e até hoje eu lembro de quando eu fiz um bolo com muitos ovos que ficou horrível e minha mãe fala dele até hoje. Ficou realmente uma porcaria mas depois de ver os vídeos dela eu tenho me aventurado mais e testado mais receitas mesmo que elas não fiquem lá aquelas coisas. Mas não é só sobre as receitas que ela me inspira, acho que a grande inspiração que eu tenho é dela como pessoa. Eu sempre vejo ela falando sobre a vida e adoro o jeito que ela fala. De fazer sempre o melhor e correr atrás do que a gente quer, mesmo que seja difícil. E de todo capricho que tanto ela quanto o Paulo tem na hora de fazer os vídeos. As receitas são lindas, os vlogs de viagem fazem com que eu queira visitar cada um daqueles lugares, os vídeos mais reflexivos me dão uma luz e eu acho que só absorvo coisa boa. Se você ainda não conhece, vale a pena.

Se você ficou curioso e ver saber mais, clique aqui e assista os vídeos.

Karol Pinheiro



Eu sempre gostei dos vídeos da Karol e ela é uma pessoa muito alegre e muito simples. O conteúdo dela é mais voltado para moda e maquiagem coisa que eu não gosto muito. Mas eu amo os vídeos sobre perguntas, reflexões e os vlogs aleatórios de lugares, comidas e coisas para fazer em São Paulo. Além dos vídeos e blog, ela também já escreveu um livro que inclusive eu tô doida para ler e é outra pessoa que eu super recomendo e tenho como inspiração para ser um pouquinho como ela quando eu crescer, hahaha.

Ah, não esqueçam de ver os vídeos dela com o tour pelo apartamento que é muito maravilhoso. Quero ter um apê assim. :P

Bruna Vieira



Outra pessoa que eu adoro e já conhecia há muito tempo mas só comecei a acompanhar de verdade do ano passado pra cá. A Bruna é super batalhadora e conquistou muitas coisas desde quando eu conheci o Depois dos Quinze e eu admiro muito toda essa caminhada dela. Hoje ela está morando na Califórnia, já escreveu vários livros e tem essa coisa de sempre passar uma mensagem legal em tudo que ela faz. Acho impossível alguém não conhecer ela, mas está aí outra dica legal para vocês.

E os vídeos de viagens são meus favoritos então clique aqui veja esses vídeos maravilhosos da Austrália. <3

Aqui vocês encontram meu blogroll com várias outras mulheres e amigas que me inspiram todo dia.

Acompanhe também no:

Tamanho 42 não é gorda - Meg Cabot


Tamanho 42 não é gorda foi escrito por Meg Cabot, publicado pela Editora Record e possui 411 páginas. 

Heather Wells é uma mulher de 28 anos que já foi muito famosa cantando músicas adolescentes e se apresentando em shoppings da cidade, mas hoje ela trabalha num alojamento de alunos que na verdade ela se refere como "Conjunto Residencial Estudantil Fischer" na Faculdade de Nova York. 

A vida de Heather mudou completamente depois que sua mãe fugiu com todo o dinheiro que ela ganhou da gravadora e agora ela mora junto com o irmão do ex namorado dela e faz a contabilidade dele em troca de um quarto para dormir. 

Agora a vida de Heather gira em torno de tocar algumas músicas escondidas durante a noite, ficar apaixonada pelo irmão do ex namorado e encontrar respostas para a série de mortes por surfe de elevador que anda acontecendo na faculdade. 

Quando ela consegue encaixar as peças do quebra cabeça é quando ela percebe que tem alguém tentando matar não só as meninas do prédio, mas ela também.


Eu só tinha lido um livro da Meg Cabot mas sabia que eu gostaria dos outros livros dela e eu gostei muuuuito desse livro. Ele tem uma narrativa super fácil de entender e as falas s]ao sempre carregadas de humor. Como a Heather é muito atrapalhada e acontecem várias m*rdas na vida dela, eu consegui me identificar fácil. 

O mistério que envolve o livro também é super empolgante e no começo eu jamais duvidaria da pessoa mas enquanto a história vai evoluindo a gente começa a duvidar de algumas pessoas e vamos descobrindo tudo isso junto da própria personagem.

Outra coisa legal é a questão do tamanho e de ser gorda que é discutida no filme. Será que peso ou tamanho determina se você é ou não gorda? E se for, qual o problema disso? 

Agora que eu descobri que o livro faz parte de uma série já estou ansiosa para ler os próximos. 


Acompanhe também no: